Nova Ubiratã

NOVA UBIRATÃ - PREFEITO VIRA RÉU NOVAMENTE POR IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA E VEREADOR COBRA POSICIONAMENTO DA CÂMARA.

IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

Publicado em: 12 de Março de 2019
Foto Por: INTERNET
Fonte: UBTNEWS/DECISÃO.

Durante sua fala na última Sessão da Câmara Municipal de Nova Ubiratã, o Vereador José dias Pedroso – Gasolina, cobrou um posicionamento sobre o que vem acontecendo no Munícipio em relação há várias investigações e processos por Improbidade Administrativa contra o Prefeito Valdenir e a inércia da Câmara sobre esses fatos graves.

                “Nossa principal função aqui é fiscalizar o executivo. Será que vamos esperar o Ministério Público vir aqui e Notificar a Câmara para tomar providências? Já tentamos duas CPI´s aqui e não passa no Plenário, não é aprovada”, disse o Vereador.

                              

Após ter os bens bloqueados através de um processo por Improbidade Administrativa no final do ano passado e na última semana o Ministério ter solicitado novamente o Bloqueio e o seu afastamento do cargo, agora o prefeito VALDENIR JOSÉ DOS SANTOS, do PSDB, novamente fira réu em outro processo por Improbidade Administrativa.

Nesta nova Denúncia, Valdenir é acusado de prática de atos de improbidade administrativa consistente em utilização de veículo automotor oficial da Prefeitura de Nova Ubiratã para fins pessoais, as expensas do município.

Devidamente notificado pelo Ministério Público, o Prefeito apresentou defesa previa, alegando que o veículo por ele utilizado nas ocasiões registradas foram para realizar vistorias de obras nas estradas e pontes da região. O MP porém não acatou a justificativa e ofereceu denúncia.

No último dia 27.02.19, o Juiz da Comarca de Nova Ubiratã Glauber Lingiardi Strachicini, aceitou a denúncia do Ministério Público Estadual e tornou novamente Réu o Prefeito de Nova Ubiratã Valdenir José dos Santos, dando prazo de 15 dias para apresentar contestação.

“A Câmara tem recursos e bastante recursos. Os Vereadores recebem salário e temos que justificar esse salário. Será que o Ministério Público vai ter que vir aqui e Notificar Vereador por Vereador para que façamos nosso trabalho”, finalizou Gasolina.

"ACESSE O ARQUIVO EM ANEXO".