Mato Grosso

Governo renuncia R$ 1,1 bi de impostos sobre indústrias da soja, carne e bebidas

Publicado em: 23 de Janeiro de 2019
Fonte: RD News

Mato Grosso renunciará este ano o montante de R$ 447,7 milhões sobre a soja industrializada. Outro valor que deixará de entrar no desequilibrado caixa do Executivo são R$ 362,6 milhões renunciados sobre a indústria da carne e derivados, mais R$ 353,3 milhões, concedidos em forma de incentivos ao setor de bebidas. Os três setores somam mais de R$ 1,1 bilhão em ICMS que deixará de ser recolhido.

Os dados apresentados pela LOA 2019 compõem o bojo de renúncia fiscal que chegará a R$ 3,4 bilhões este ano, mantendo igual resultado de 2018. Somente com o Prodeic e Investe Indústria, o Estado deixará de arrecadar cerca de R$ 1,7 bilhão este ano.

Outro setor que também receberá R$ 70 milhões em incentivos fiscais é o de algodão, cuja projeção do governador é arrecadar R$ 174 milhões este ano com aumento da alíquota do Fethab ao setor.

Ainda resta saber onde Mauro vai revogar os 15% de incentivos fiscais concedidos, conforme projeto que tramita na Assembleia e que deverá ser votado em primeira votação nesta terça (22).

A projeção é conseguir pelo menos R$ 340 milhões em 2019 com a retirada do percentual de incentivos. O valor poderá ser um incremento no orçamento de R$ 19,2 bilhões proposto para este ano, e que também precisa ser aprovado pelos deputados em janeiro.

Tecnicamente o governador ainda não apresentou de forma concreta quanto vai conseguir economizar com as reformas chamadas de “Pacto por Mato Grosso”, e se todas as medidas serão suficientes para estancar o déficit enfrentado pelo Estado.

A perspectiva do mercado econômico é de que Mauro chegue ao final deste ano com receitas empatadas às despesas, o que eliminaria a projeção de déficit de R$ 1,7 bilhão no Executivo Estadual.