Sorriso

Bombeiros encerram combate a incêndio em supermercado em Sorriso; 10 feridos e prejuízo de R$ 5 milhões

INCÊNDIO

Publicado em: 26 de Abril de 2019
Foto Por: Só Notícias/Lucas Torres
Fonte: SONOTICIAS

Após cerca de 30 horas de trabalho árduo, o Corpo de Bombeiros concluiu o combate as chamas que atingiram o supermercado Del Moro, na quarta-feira à tarde. Hoje, ainda estão dando apoio na remoção dos resíduos que ficaram dentro do depósito onde várias toneladas de gêneros alimentícios, produtos de limpeza, bebidas e demais produtos foram destruídos. Funcionários trabalham também para fazer a limpeza do local.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a estrutura do depósito ficou condenada e um apartamento, construído na parte superior do deposito, também.

Conforme Só Notícias já informou, o empresário Mauri Del Moro informou, ontem, que o incêndio deixou prejuízo superior a R$ 5 milhões mas pode chegar a R$ 6 milhões referente ao estoque destruído. Não foi previsto o montante dos danos nas instalações do depósito”, disse. O empreendimento tem seguro.

Mauri explicou que o fogo começou no depósito e foi se espalhando devido aos produtos inflamáveis. As chamas começaram por volta das 13:30h e os bombeiros agiram rápido, com apoio de caminhões pipa da prefeitura, de empresas e fazendas. Bombeiros de Sinop, Lucas do Rio Verde e Nova Mutum foram reforçar o trabalho – cerca de 45 soldados. O trabalho intenso durou mais de 10 horas e, esta madrugada, as equipes continuaram combatendo os últimos focos.

O major Weber Junior, do Corpo de Bombeiros de Sorriso, explicou que as primeiras ações visaram evitar que o fogo atingisse os demais setores do supermercado e imóveis vizinhos. Eles também evitaram que o fogo atingisse um prédio e alguns moradores deixaram o local mas já retornaram.

Mais de 235 mil litros de água foram usados em aproximadamente 14 horas de combate intenso. Nesta 5ª feira, durante o dia, foi feito trabalho para eliminar possíveis focos. Ele considerou que é um dos maiores incêndios que ocorreu no município. O supermercado é uma das maiores empresas da cidade e emprega 210 pessoas.

Equipes médicas e enfermeiros atenderam 10 pessoas que inalaram muita fumaça e passaram mal. São dois funcionários do supermercado que receberam primeiros atendimentos no Hospital Regional e foram transferidos a um hospital particular. 7 bombeiros também precisaram de atendimentos. Um ficou internado no regional. Ninguém teve queimaduras. “Foram agravos respiratórios por inalar fumaça e precisaram de suporte ventilatório”, explicou a coordenadora de enfermagem do regional, Clauzia Roden, na noite do incêndio.

A Politec vai apurar como começou o incêndio.