04 de maro de 2021

Nova Ubiratã

Geral

Estado volta a ter 31 mortes por Covid-19 em 24 horas e idosos são maiores vítimas

Foto por: Rdnews

Pelo segundo dia consecutivo, 31 pessoas morreram infectadas pelo novo coronavírus em Mato Grosso nas últimas 24 horas. Dados evidenciam que, apesar de a imunização contra a doença ter começado em vários municípios, aumento dos casos nos últimos dias ainda é preocupante.

Informação foi divulgada pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), por meio de boletim epidemiológico nesta quarta (20). Ainda, outras 1.609 foram confirmadas com a doença. No entanto, Pasta deu informações apenas sobre alguns dos óbitos.

Mortes aconteceram nos municípios de Cuiabá, Rondonópolis, Livramento, Campo Novo do Parecis, Primavera do Leste, Várzea Grande e Mirassol d’Oeste. Todos faziam parte do grupo de risco, seja por ter idade superior a 65 anos ou possuir alguma comorbidade.

Outro dado que chama atenção é o número de internações. Ao todo, são 1.027 em unidades públicas e privadas, sendo 564 em enfermarias e 463 em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Taxa de ocupação para os casos mais graves já chega aos 72,68%. Em 5 hospitais, no entanto, já não existem mais leitos disponíveis. 

Dados

Desde o início da pandemia, em março de 2020, 203.734 pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus em Mato Grosso. Dessas, 188.925 se recuperaram. Outras 4.877, no entanto, não resistiram e morreram.

Entre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (44.801), Várzea Grande (13.692), Rondonópolis (13.543), Sinop (10.816), Tangará da Serra (8.986), Sorriso (8.899), Lucas do Rio Verde (8.244), Primavera do Leste (6.253), Cáceres (4.753) e Nova Mutum (4.254).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Fonte: Rdnews

Escrito por: Rdnews

Somos o Ubiratã News, um site de notícias que tem o prazer
em dar a notícia, receber as opiniões de vocês amigos
leitores, onde podemos debater ideias