25 de novembro de 2020

Nova Ubiratã

Geral

VENDI MEU VOTO

Foto por: Rdnews

Estamos a poucos passos das urnas nas quais depositaremos o nosso destino. As ações que vão impactar nossas vidas nos próximos quatro anos estão intimamente ligadas a este ato. Comparecer às urnas é nossa primeira obrigação, depois vem depositar o voto válido e quem pensa que anulando o voto está fazendo justiça a um sistema que considera falido, tem que pensar que um voto em branco ou anulado aumenta as chances de muitos que nada fazem voltarem ao poder.

Se queremos mudança, se queremos renovação, precisamos votar com consciência. Saber que somos os principais agentes das mudanças que sonhamos, mas para isso precisamos comparecer as urnas e votar. Chegou a nossa hora de dizer sim ou não. Depois deste momento vamos ter que esperar mais quatro anos para novamente buscar aquilo que acreditamos ser o certo.

Quem vai ganhar? Quem vai perder? Isso pouco importa, o certo é que se não participarmos desse momento, perderemos todos nós. A consolidação da democracia depende de nossa participação. 

A poucos dias das eleições uma pesquisa mostrou que 50% da população não sabia que existe uma eleição suplementar para senador em Mato Grosso. Como podemos querer um país melhor se não nos preocupamos em participar ativamente de um momento como este. O Senador que será eleito tem um papel fundamental no congresso, tem o mesmo peso de um senador de São Paulo ou outro estado qualquer. Cada estado tem três senadores, então o voto para o senado é muito importante.

Serão três votos. Primeiro o voto para vereador com cinco números, depois o voto para prefeito com dois números e finalmente o voto para o senado com três números.

Três oportunidades únicas.

Está em nossas mãos o poder para mudar aquilo que não concordamos. Se você se omitir, os próximos anos de nossas vidas só mesmo Deus sabe como serão.

O Certo é que muitos não entendem esta importância, dai brotam aqui e ali denúncias de placas sendo colocadas nas casas em troca de dinheiro, de que carros estão sendo abastecidos por candidatos, que adesivos viraram moeda de troca. 

Espero sinceramente que esta prática não se traduza em votos. Espero que placas, gasolina e adesivos não se transformem em votos, mas sim em aversão,          que o voto comprado se traduza em nada e que a eleição já comemorada se transforme em rejeição pura e plena., ou seja, que o voto comprado não seja levado. Agora mais do que nunca é a hora do discernimento, da legalidade, da honra e do voto consciente.

Preparem-se, que nesta última semana seremos bombardeados com fakenews que chegarão em todos os formatos. Vídeos, postagens, fotos, tudo para confundir o voto.

Caberá a nós discernirmos o certo do errado, o bom do mal, o verdadeiro do falso. Maniqueismo puro em busca de uma democracia real e verdadeira.

Esta semana quando o presidente eleito dos Estados Unidos da América, Joe Biden, fez seu discurso da vitória, disse que está na hora de curar a América, faço destas as minhas palavras. Está na hora de curamos nossa política, garantindo aos corruptos de plantão o esquecimento total e absoluto. Que cada placa comprada se traduza em um não nas urnas, que cada litro de gasolina comprado se traduza em um não nas urnas, que cada adesivo pago se traduza em um sonoro não.

Não, não queremos mais vocês. Esse deve ser o nosso recado. Não existe a nova ou a velha política, o que existe é a politica bem feita e a política mal feita.

Vamos dar oportunidade para quem quer fazer a boa política, aos demais, nosso esquecimento. 

Dia 15 de novembro vote certo, vote em quem não começou errado com você.

Sirlei Theis é advogada, especialista em gestão pública, palestrante e treinadora comportamental e escreve com exclusividade para esta coluna às segundas. E-mail: sirleitheis@gmail.com. Instagram: @sirleitheis. Facebook: sirleitheisoficial

Fonte: Rdnews

Escrito por: Rdnews

Somos o Ubiratã News, um site de notícias que tem o prazer
em dar a notícia, receber as opiniões de vocês amigos
leitores, onde podemos debater ideias