Com novo critério de classificação Sorriso, Lucas e Mutum estão com risco muito alto de Coronavírus; Sinop é alto

Publicado em: 26 de Junho de 2020
Foto Por: JW
Fonte: secretaria de Comunicação

A secretaria estadual de Saúde divulgou, ontem à noite, que 15 municípios do Estado configuram na classificação com risco “muito alto” para o novo Coronavírus: Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Sorriso, Primavera do Leste, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Tangará da Serra, Campo Verde, Cáceres, Matupá, Querência, Pedra Petra, Nossa Senhora do Livramento e Porto Esperidião.

Conforme  já informou, o governo fez mudanças na classificação de riscos dos municípios com as medidas que devem ser adotadas para conter crescimento da doença. Agora, a primeira tabela classifica as cidades com menos de 50 casos ativos, a segunda classifica e aponta as medidas a serem tomadas por municípios entre 51 a 150 casos ativos e a 3ª abrange as com mais de 150 casos. A classificação de risco leva em conta o índice de crescimento da contaminação da doença e a taxa de ocupação dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva em todo o Estado (até ontem estava em 87%). Na terceira tabela, por exemplo, municípios com índice de contaminação superior a 20% e com taxa de ocupação de UTIs maior de 80% já são considerados como risco “muito alto”.

A nova classificação indica que 64 municípios estão, hoje, no risco “alto” para a disseminação do Coronavírus: Sinop, Barra do Garças, Marcelândia, Campo Novo do Parecis, Guarantã do Norte, Peixoto de Azevedo, Colíder, Juara, Feliz Natal, Juína, Vera, Porto do Gaúchos, Santa Carmem, Jaciara, Pontes e Lacerda,  Água Boa, Diamantino, Nova Ubiratã, Poxoréu, Canarana, Mirassol do Oeste,  Sapezal, Santo Antônio do Leste, Juscimeira, Pontal do Araguaia, Poconé, Vila Rica, Vila Bela da Santíssima Trindade,  Ribeirão Cascalheira, Alto Araguaia, Chapada dos Guimarães, Jangada, Gaúcha do Norte, Santo Antônio do Leverger, Nova Santa Helena, Barra do Bugres, Ipiranga do Norte, Campinápolis,  Lambari D’ Oeste, Terra Nova do Norte, Claudia, General Carneiro, Juruena, São José dos Quatro Marcos, Curvelândia, Santa Cruz do Xingu, São José do Rio Claro, Tabaporã, Alto Garças, Itiquira, São Felix do Araguaia, Arenápolis, Nova Maringá, Novo Santo Antônio, São José do Povo, Alto Paraguai, Dom Aquino, Rio Branco, Serra Nova Dourada, União do Sul, Brasnorte, Porto Alegre do Norte, Nortelândia e Nova Brasilândia. Todos devem adotar medidas restritivas de circulação local de pessoas, para conter o avanço da doença.

O sistema de classificação que indica o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades.

O Nortão enfrenta problema de lotação de leitos de UTIs para casos de Covid. Em Sinop, dos 20, tem apenas 1 disponível. Os dois em Sorriso estão lotados e, hoje, prefeitos se reúnem para tentar agilizar, através do Consórcio de Saúde Teles Pires, a instalação de mais 10 leitos de Unidade de Tratamento Intensivo. No Estado, nos hospitais públicos, o governo informa que há no momento 31 leitos disponíveis

Em Sinop, desde o início da pandemia, são 19 mortos, em Lucas do Rio Verde, 8, em Sorriso 7 e em Nova Mutum também 7.