Ex-namorada denuncia DJ de Cuiabá por agressão

Caso teria ocorrido no início de janeiro, na Capital; eles moravam juntos na Bolívia

Publicado em: 03 de Fevereiro de 2020
Foto Por: REDAÇÃO
Fonte: REDAÇÃO

A guia de turismo Laura Bianca Barbosa acusou o ex-namorado, o DJ Remicio Nogis, de agressão por meio de mordidas e esganamento durante a virada do ano, em Cuiabá.

 

O relato foi feito pela vítima por meio de vídeos publicados em seu Instagram, neste sábado (1º). A mulher ainda publicou trechos do boletim de ocorrência registrado na Polícia Judiciária Civil de Cuiabá, de um encaminhamento para um exame de corpo de delito e da concessão de medidas protetivas contra o agressor.

 

O casal morava em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, e estava passando uns dias em Cuiabá. Conforme Laura, eles mantiveram um relacionamento por dez meses.  

 

Ela revelou que chegou a ser agredida mais de uma vez pelo DJ cuiabano, mas o perdoou pois ele prometeu que iria mudar. No entanto, na noite do dia 6 de janeiro de 2020, o namorado teria voltado a agredi-la.

 

“Eu achei que ele iria mudar. Porque ele prometeu [...] Mas agora, no começo desse mês ele me agrediu e foi por pouco que eu acho que não aconteceu coisa pior. [...] Isso aconteceu duas vezes. Na primeira eu me arrependi de fazer um BO contra ele, porque eu acreditei que isso poderia prejudicá-lo. E eu o amava”, disse a guia na sequência de vídeos.

“Não passou nem quatro dias e aconteceu a outra agressão, que foi pior. Eu vou deixar as fotos para vocês verem. É constrangedor, mas é importante que vejam que pode acontecer com qualquer mulher. Nunca na minha vida eu imaginei que isso pudesse acontecer comigo. Nunca, nunca”, afirmou Laura aos prantos.

 

Na sequência da ferramenta stories, disponível no Instagram, Laura mostrou diversas fotos que comprovariam a suposta agressão. Ela apontou que ele chegou a enforca-la por mais de quatro vezes e mordeu diversas partes do seu corpo.

 

“Me dói muito expor tudo isso. São imagens em que eu estou acabada por fora e por dentro”, disse.

 

Suposto golpe

 

A ex-namorada ainda revelou que continuou a manter contato com o DJ após a primeira agressão devido a uma dívida que o cuiabano adquiriu com o seu cartão de crédito. Ela, no entanto, não revela o valor da dívida.

 

“O único motivo que fazia com que eu tivesse contato com ele era porque tinha uma dívida no meu cartão de crédito e teria que ter sido paga a muito tempo. E ele foi adiando, me enrolando e me enganando, e ele não pagou isso. E para mim foi o basta para eu expor e para pessoas saberem quem ele é de verdade”, contou a mulher.