01 de julho de 2022

Nova Ubiratã

Polícia

Operação cumpre 32 ordens judiciais contra alvos investigados por homicídio, tortura e roubo

Foto por: Noticia exata

A Polícia Civil de Mato Grosso, por meio da Delegacia de Alta Floresta, deflagrou nesta quinta-feira (26.05) a Operação Torquemada para cumprimento de 32 mandados judiciais de prisão, apreensão e de buscas contra alvos investigados por crimes como homicídio, tortura, roubo, entre outros.

Equipes policiais das Delegacias da Regional de Alta Floresta estão nas ruas para cumprimento de  12 mandados de prisão, quatro mandados de internação provisória e 16 mandados de busca e apreensão.

A operação, cujo inquérito tramita em sigilo decretado judicialmente, tem como alvos investigados pelos crimes de sequestro e cárcere privado, tortura, roubo majorado, homicídio qualificado consumado e tentado, porte ilegal de arma de fogo, corrupção de menores, ocultação de cadáver, organização criminosa e abandono moral.

As ações de cumprimento contam com apoio das Delegacias de Peixoto de Azevedo, Guarantã do Norte, Colíder, Paranaíta, Nova Bandeirantes e Nova Monte Verde, além do apoio aéreo do Ciopaer. As ordens judiciais são cumpridas nas cidades de Alta Floresta e Carlinda.

De acordo com informações, a operação teve como principal objetivo combater o tráfico de drogas no município e ocorreu a partir de investigações que apuram a execução de um homem, identificado como Carlos Eduardo, ocorrida no dia 16 de abril.

Carlos foi encontrado morto dentro de um rio, na vicinal 1ª Oeste, próximo ao aeroporto em Alta Floresta. Na ocasião, uma mulher que foi capturada em um baile e levada para uma área de mata, se fingiu de morta após ser alvejada a tiros e procurar ajuda após ser abandonada pelos criminosos.

Na época a mulher informou a PM que foi sequestrada na noite anterior e levada para um local desconhecido encapuzada e posteriormente torturada.

Torquemada  

A operação faz alusão ao frade espanhol Tomás de Torquemada, notório inquisidor do século 15 e conhecido pela crueldade com que perseguia as pessoas consideradas hereges. Torquemada torturava os interrogados com a intenção de que confessassem a prática de heresias como bigamia, agiotagem, homossexualidade e bruxaria.

Fonte: Noticia exata

Escrito por: Noticia exata

Somos o Ubiratã News, um site de notícias que tem o prazer
em dar a notícia, receber as opiniões de vocês amigos
leitores, onde podemos debater ideias