16 de janeiro de 2021

Nova Ubiratã

Polícia

Sargento da PM acusa subtenente de estupro dentro de UPA em Cuiabá

Foto por: NN

A Corregedoria Geral da Polícia Militar instaurou um Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar uma denúncia de estupro que teria sido cometido por um subtenente da corporação contra uma 3º sargento da PM. O suposto crime sexual ocorreu no dia 5 de junho deste ano, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Verdão, em Cuiabá.

O procedimento foi instaurado com base em relatos publicados nas redes sociais, onde a sargento detalha que vinha sendo importunada constantemente pelo companheiro de trabalho. Segundo ela, os abusos começaram dentro da viatura policial quando o subtenente teria a obrigado a colega a segurar o pênis dele.

Na ocasião, a militar afirma que repudiou a investida dizendo que “nunca teria relações sexuais com subtenente”. Apesar da situação, a policial tratou a situação como um “fato isolado”.

Porém, segundo ela, o militar voltou a importuná-la e utilizando a força. Ela contou que o subtenente a segurou e a estuprou.

“Quando chegou na terceira porta da vistoria da UPA, ele me empurrou para uma salinha escura. Lá, ele me agarrou, arrancou a minha máscara, me beijou à força. Um beijo bem prolongado. Ele conseguiu tirar as minhas calças, conseguiu praticar a conjunção carnal, pênis-vagina. Aí, ele empurrou a minha cabeça para fazer sexo oral nele. Eu disse para ele que eu estava com nojo, com ânsia de vômito. Que eu não tinha condições. Aí, ele levantou minha cabeça, me virou e praticou conjunção carnal de novo”, relatou.

Em sua defesa, o homem alegou que a mulher o perseguia e chegou a chamar diversas vezes, por meio de WhatsApp, para manterem relações sexuais.

Conforme a PM, o relatório do IPM será analisado e encaminhado à Vara Militar para as devidas providências. 

Fonte: NN

Escrito por: NN

Somos o Ubiratã News, um site de notícias que tem o prazer
em dar a notícia, receber as opiniões de vocês amigos
leitores, onde podemos debater ideias