19 de setembro de 2021

Nova Ubiratã

Política

Após vazamento de áudio, Mendes e deputados negam críticas a eleitores de Bolsonaro

Foto por: Gazeta digital

O governador Mauro Mendes (DEM) e o deputado federal Neri Geller (PP) se manifestaram sobre um áudio vazado, onde os políticos teriam qualificado os eleitores mato-grossenses do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) como "doentes". A conversa foi gravada dentro do jatinho enquanto eles viajavam para Colíder (653 km de Cuiabá) na tarde dessa quinta-feira (29). O deputado estadual, Dilmar Dal Bosco (DEM), também participa do diálogo.

O debate é iniciado por Neri que defende que 18% do eleitorado do Estado são radicais. Na sequência o governador complementa que esse número não chega a 10%. O áudio circulou nas redes sociais atribuindo o diálogo a uma análise dos apoiadores de Bolsonaro em Mato Grosso.

Neri Geller: Não adianta se iludir

Mauro Mendes: Oi?

Neri Geller: Nós pegamos mais [votos] da Centro-Esquarda do que destes radical (sic)

Dal Bosco: Agora todo lugar no norte, região norte [de MT], tá bem pra carai (sic)

Neri Geller: Este radical, Mauro... não dá. Você fala em 30% e não dá 18% (sic)

Mauro Mendes: Radical deve ser aqui no Mato Grosso uns 10%

Neri Geller: Só doente

Mauro Mendes: Doente

Neri Geller: Agora este 10% estraga para caralho

Diante da polêmica, o governador Mauro Mendes se manifestou por meio de vídeo. O chefe do Executivo esclareceu que a conversa foi gravada e compartilhada em um grupo de WhatsApp acidentalmente.

"No meio do caminho estávamos tendo uma conversa natural entre companheiros, amigos e parceiros de projetos políticos. Nós fizemos uma análise sobre o cenário e a conjuntura política de Mato Grosso no Estado. O Neri Geller sem querer acabou apertando o botão no WhatApp e passou uma mensagem que durou 30 segundos", esclareceu.

Mendes também declarou que a conversa tem sido distorcida por alguns políticos maldosos e veículos de comunicação. O gestor acrescentou ainda que Bolsonaro, na verdade, tem seguidores "fortemente apaixoandos" pelo trabalho que o chefe da república vem desempenhando, principalmente no combate à corrupção.

"Algumas pessoas estão mudando isso de contexto, uma parte muito pequena da imprensa, de políticos maldosos e com malandragem acabam distorcendo o contexto disso. Nós fazíamos uma análise sobre quantas pessoas são fortemente apaixonados pelo presidente Jair Bolsonaro. Uns falam que é 30, 40, 10, 20, mas independente disso eu falei para o presidente da minha convicção e quanto eu admiro ele do combate a corrupção, assim como nós fazemos aqui", justificou.

Neri Geller

O deputado federal Neri Geller também gravou um vídeo dizendo que o diálogo foi retirado do contexto e reiterou que sempre foi contrário ao radicalismo. "Está circulando um áudio meu totalmente fora de contexto, até porque todo mundo sabe o meu alinhamento com o presidente Jair Bolsonaro até em pautas extremamente polêmicas. A minha posição sempre foi clara ao extremismo, sempre fui muito contra a extrema esquerda e extrema direta. O extremismo não leva a nada e todo mundo sabe que eu não faço palanque eleitoral", finalizou.

Dilmar Dal Bosco

O deputado estadual Dilmar Dal Bosco, por meio de sua assessoria de imprensa, disse que não criticou o presidente Jair Bolsonaro e preferiu não iria se manifestar.

 

Fonte: Gazeta digital

Escrito por: Gazeta digital

Somos o Ubiratã News, um site de notícias que tem o prazer
em dar a notícia, receber as opiniões de vocês amigos
leitores, onde podemos debater ideias